RPG é coisa do Diabo?!

15:42

Foto: Pixabay
Aqui no blog já escrevi um artigo chamado Rock é do Diabo?! Agora, quero falar um pouco sobre RPG. Afinal de contas, um cristão pode jogar RPG?! E afinal de contas, o que seria o RPG?! Tenho certeza que suas dúvidas acabarão aqui.

O RPG faz parte da cultura Geek, que é formada por "nerds" ou não tão nerds assim (os "geeks"). A cultura Geek é formada de um grupo que engloba diversos outros assuntos: mangás/animes (desenhos e quadrinhos japoneses), jogos de tabuleiro (estilo war, outros), cinema, quadrinhos de supers (super-heróis como Batman, Homem-Aranha, etc), entre outros segmentos, como tecnologia. Graças a Internet e a atual mudança na mente das gerações, esse movimento ganha a cada dia diversos adeptos. O RPG é parte dessa cultura há gerações.

O que seria de fato o RPG?!

RPG é uma sigla para RolePlaying Game, que traduzido, seria algo como Jogo de Interpretação de Personagens. Este tipo de jogo foi criado em 1974 por Gary Gygax e Dave Arneson, dois universitários apaixonados por wargames. Na época, eles desenharam um wargame chamado Dungeons & Dragons, onde cada jogador controla UM personagem ao invés de um exército.

O jogo acabou fazendo um sucesso tão grande que os dois universitários criaram uma empresa chamada TSR, além de uma geração nova de jogos. Muitos outros títulos de RPG foram sendo lançados a partir dali, com jogos para todos os gostos: aventura medieval, cyberpunk, histórico, terror, etc.

Jogar RPG é como relembrar a infância: com regas! Lembra-se das brincadeiras de polícia e ladrão?! No RPG existem rolagens de dados que apontam se um personagem, controlado por cada jogador, pode conseguir executar uma ação ou não. Outro jogador é chamado de Mestre ou Narrador, que é uma espécie de juiz e contador de histórias. Basicamente no RPG é assim: o Mestre conta uma história (chamada de aventura), perguntando os jogadores o que eles vão fazer. De acordo com as declarações dos jogadores sobre cada personagem vai fazer, o Mestre/Narrador continua a história de acordo com suas decisões. Simples assim.

Existem dois segmentos no RPG: o de mesa, e o eletrônico (jogos de computador). Lembrando que o segundo surgiu do primeiro e, apesar de ter a sigla do primeiro, não tem muito a ver com o mesmo.

Mas porque as pessoas atribuem o RPG ao satanismo ou coisa do tipo?!

Dungeons & Dragons é baseado em fantasia medieval: neste cenário, jogadores assumem papeis de personagens com poderes e magias, enfrentando monstros. Alguns desses monstros são do tipo demônio. Nos anos 70, muitos evangélicos foram contra o D&D. Por conta disso, a empresa modificou algumas coisas, e alguns tipos de monstros (aqueles que os jogadores enfrentam para salvar os mundos de fantasia) foram chamados então de extraplanares.

Jogar RPG é como assistir um filme, mas com o jogador podendo decidir as ações de seu personagem favorito. Nestes mundos imaginários, seus personagens estão no papel de heróis, buscando salvar os mundos de incríveis ameaças!

Questionei o Daniel Mastral a cerca do livro Filho do Fogo - O Descortinar da Alta Magia, por citar no livro a reunião de um grande satanista da Irmandade que falava a cerca do RPG. No livro, o suposto grande satanista falava que RPG seria um jogo de computador e que estava vindo para o Brasil. Isto não é verdade. Pelas minhas contas, essa reunião acabou sendo realizada em 1988, e o primeiro RPG em português veio ao Brasil em 1991, com o GURPS. Até o momento que escrevi isso, Daniel Mastral não respondeu meu e-mail. Acho que o Mastral escreveu isso por influência de uma tal Rebeca Brown, que escreveu um suposto livro sobre a conversão de uma satanista da Irmandade.

Só gostaria de relatar que acredito no testemunho de Mastral, e até citei ele nas pessoas que eu admiro. Porém, por conhecer muito bem esse assunto, achei que essa lacuna criada no livro foi mais por inspiração de Rebeca Brown (além de falta de conhecimento no assunto). Além do mais, o livro é um romance, ou seja, nem tudo aconteceu realmente conforme descrito na publicação, apesar que eu acredito nela. Obviamente, não na parte que fala mal de RPG, né rs

O que eu acho sobre o RPG...

Atualmente eu não tenho jogado mais RPG, mas tenho muitos livros em casa sobre o assunto. Inclusive, já escrevi alguns no passado. Sobre elementos satânicos em livros, isso pode existir em qualquer mídia: cinema, videogames, igrejas, etc... Afinal de contas, o mundo já és do Maligno!

O povo evangélico é um povo deveras preconceituoso. É muito fácil "combater o satanismo" ao falar de um simples jogo como RPG, ou alguns jogos de videogames. Mas combater a Irmandade, o satanismo puro, ter coragem de enfrentar o Inferno pelas almas ou pelas pessoas que estão atreladas nestas seitas, elas ficam quietinhas...

Conheço cristãos que jogam RPG. Meus melhores amigos conheci por causa do RPG. É um jogo coletivo. Nas tardes que passamos aqui em casa (tenho saudades), nossas mesas eram baseadas com rolagens de dados e muitas risadas. De vez em quando tinha uma pipoca e algo pra comer. Momentos inesquecíveis. Passei a minha adolescência inteira jogando RPG.



O povo evangélico é um povo preconceituoso...

Eu já até sei o que vai acontecer: virão muitos aqui, e outros talvez em outros lugares, tentarem manchar o ministério me chamando de "endemoniado" ou coisa do tipo. Eu poderia dizer as vezes que sofri PRECONCEITO por gostar de RPG ou separar um post inteiro para falar disso, mas por enquanto não acho necessário.

Se você é cristão e gosta de RPG, que mal tem?! Agora uma coisa eu te digo: cristão de verdade não chama ninguém de "endemoniado". Cristão de verdade não aponta o dedo para ninguém. E mais: grande parte das pessoas cristãs que são "contra o RPG por ser satanismo" adoram ver novelas da Globo. No caso deles, o que você gosta é do diabo, o que eles gostam não.

Concluindo...

Amigos, eu poderia falar mais sobre este assunto, visto que conheço RPG desde 1999. Se você é cristão e gosta de RPG, só peço uma coisa: não abandone o Senhor Jesus Cristo. Procure Comunhão com Ele. Na Igreja está cheia de Lobos. Deixa os Lobos latirem. Não dê importância alguma para Fanáticos.

Se você tem alguma DÚVIDA, deixe nos comentários abaixo. Lembrando: nossa luta não são contra pessoas, mas sim contra Demônios. Fiquem na paz.

Aproveite e também se inscreva no nosso canal do Youtube. 

Você também pode gostar

0 comentários

Curta nossa Página